Dicas e Novidades

Entenda o que acontece com seu corpo no inverno

Publicado em 01/08/2017 às 14h43

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gripes, problemas respiratórios, dores nas costas e articulações, coceiras e rachaduras na pele, todos esses males estão entre os conjuntos de sintomas que se agravam com o tempo frio. Além deles, a maior incidência de acidentes cardiovasculares chama a atenção por sua gravidade e complicações. Para não sair prejudicado no inverno e aproveitar o que o friozinho tem de melhor, siga as instruções dos especialistas:

  

Clinico Geral

São várias as doenças que se agravam na época do frio. Mundialmente há um aumento das respiratórias, principalmente virais, que em 90% dos casos são benignas. Ao tratar os sintomas, elas tendem a desaparecer, mas o grande risco é de uma infecção bacteriana se alojar por causa da diminuição da resistência pela ação do vírus. Se uma pessoa está com uma gripe comum e uma bactéria se instala em seu pulmão, ela pode desenvolver uma pneumonia. Nesses casos o paciente deverá ser tratado com antibióticos específicos.  Esse quadro ainda é agravado, pois, além de chover menos nessa época do ano - aumentando a poluição e deixando o tempo seco - as pessoas passam mais tempo em lugares fechados e, assim, ocorre um aumento da circulação dos vírus.

 

Cardiologista

Com o tempo frio acontece a ativação metabólica do organismo, que faz com que se queime mais reservas para manter a temperatura corpórea e aumente o trabalho do coração. Sempre que uma pessoa fica exposta às baixas temperaturas, veias e artérias das regiões periféricas (mãos, pés, pernas e braços) se contraem e isso pode ser um problema para pessoas com histórico de doenças cardiovasculares. Caso um paciente tenha redução de metade do diâmetro das veias por causa de uma placa de gordura, o problema pode se agravar e a obstrução chegar a 80%, o agravante será as quedas bruscas de temperatura. As infecções respiratórias também representam um sinal de perigo, pois, podem influenciar e acelerar os problemas cardiovasculares. 

 

Pneumologista

A gripe é causada pelos vírus influenza A e B e os sintomas são cansaço, febre de um a dois dias, dor no corpo e cabeça. Com o sistema imunológico sensibilizado por causa da presença do vírus, as bactérias conseguem se abrigar no corpo com mais facilidade e dão origem a problemas mais graves, como a pneumonia. Para que isso não ocorra, os médicos indicam a vacinação contra a gripe todos os anos - já que o vírus sempre sofre mutações. A vacina, por se tratar de um pedaço morto do vírus, não acarreta nenhum tipo de reação que comprometa a saúde. Na época que é feita a campanha de vacinação contra a gripe muitas pessoas já estão no período de encubação. Então, mesmo depois de vacinado, o paciente pode apresentar os sintomas da doença.              Para evitar o aparecimento desses sintomas e de quadros alérgicos, como a rinite, asma e bronquite, a médica recomenda lavar sempre as mãos, manter a casa limpa - prevenindo o aparecimento dos ácaros - evitar lugares com aglomeração de pessoas, alimentar-se corretamente e se manter bem hidratado.  

 

Ortopedista

Dores nas articulações ou nas costas, em pacientes normalmente sadios, não é normal e pode ser um sinal precoce de algum problema que está para acontecer. Em algumas pessoas, as mudanças que trazem as temperaturas frias podem agravar as condições inflamatórias. Quando existe dor pode ser que exista uma exposição do osso sub-condral, aquele que fica abaixo da cartilagem e que não deveria transmitir a dor.Isso significa que pode haver uma lesão na cartilagem, um início de artrose ou uma artrite. Para se prevenir contra tais sintomas, o melhor remédio é se manter aquecido, pois, o isolamento térmico evita a friagem que traz a dor. Caso ela persista, é aconselhável procurar um ortopedista ou um reumatologista para investigar o caso.

 

Dermatologista

Nessa época do ano, com o clima está mais seco, a pele fica exposta a um ressecamento natural. Contudo, alguns problemas como escoriações, dermatites, alergias e infecções podem surgir do ressecamento excessivo caso não sejam tomados os devidos cuidados. Um deles é o uso do protetor solar, que não deve ser esquecido mesmo no inverno, pois, a radiação não é visível e o risco de manchas e câncer de pele também existe. O envelhecimento é comprovado pelo aumento das profundidades das rugas e perda da elasticidade da pele, como a incidência da radiação UV é menor, essa é a melhor época para fazer procedimentos estéticos mais agressivos, como o peeling. Para manter a hidratação da pele é recomendado tomar banhos mornos e passar hidratantes logo após lavar-se, além de ingerir bastante líquido.

 

 

voltar para Dicas e Novidades

left show fwR tsY bsd sbww b03s c05|left tsN fwR show b03s bsd|left show b03s bsd tsN fwR|sbse||image-wrap|news login fwB fwR tsY normalcase c10|fsN fwR normalcase tsY c10|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase tsY c10|fwR tsY normalcase c10|normalcase tsY c10|content-inner||