Dicas e Novidades

Fisioterapia Respiratória

Publicado em 13/03/2015 às 10h29

 

Um dos ramos mais procurados da fisioterapia, a fisioterapia respiratória, também conhecida como fisioterapia cardio-pneumo respiratória, tem como principal objetivo restabelecer ou até mesmo prevenir alterações nas funções cardio-pulmonares decorridas de diversos tipos de patologias que afetam esses órgãos, sejam essas alterações distúrbios pulmonares crônicos ou agudos.

Normalmente, tais alterações são decorrentes de patologias como infartos, pneumonias, asmas, bronquites, tuberculose, entre outras. Em alguns casos, pacientes de outras enfermidades, que em um primeiro momento não têm diretamente alguma ligação com problemas de respiração, como no caso daqueles que sofreram acidente vascular encefálico (AVC), também necessitam de fisioterapia respiratória domiciliar.

Como funciona a fisioterapia respiratória

O tratamento feito por meio das técnicas da fisioterapia respiratória consiste em manobras manuais pulmonares, exercícios respiratórios, e, em alguns casos particulares, a utilização de oxigenoterapia, com o intuito de restaurar o bom funcionamento dos pulmões e da respiração. São utilizados equipamentos específicos de acordo com o quadro clínico do paciente para que a ventilação pulmonar seja otimizada e recuperada.

É bem comum que esse tipo de fisioterapia seja aplicada em crianças - chamada de fisioterapia respiratória pediátrica -, principalmente em situações em que a criança possua problemas de saúde como a bronquiolite, a pneumonia ou a broncopneumonia, casos em que há a necessidade de atendimento por um especialista pediátrico.

Em outros casos também bastante recorrentes, a fisioterapia cardio-pneumo é destinada às  pessoas com idade mais avançada, ramo da especialidade denominado de fisioterapia respiratória geriátrica. Ela é utilizada tanto na manutenção das condições de saúde do paciente idoso, quanto na recuperação de sequelas resultantes de alguma enfermidade.

 objetivo da Fisioterapia Respiratória não se restringe apenas ao tratamento, englobando também a prevenção às doenças respiratórias. Além disso, as técnicas aplicadas visam à liberação das vias respiratórias, a fim de retirar os impedimentos que o ar encontra ao passar por elas. O fisioterapeuta procura aumentar a capacidade ventilatória dos pulmões de seu paciente, utilizando-se de aparelhos específicos para a mobilização da secreção para facilitar a sua retirada.

s exercícios respiratórios são de extrema importância para o andamento do tratamento junto à aplicação das demais técnicas da Fisioterapia Respiratória. Os exercícios propõem a melhora na condição respiratória do paciente a partir da mobilização dos músculos ventilatórios que compõem seu sistema respiratório e pode ainda ser realizada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), incluindo aqui pacientes que estejam entubados, necessitando da ajuda de aparelhos para respirar.

A Fisioterapia Respiratória atua ainda como forma de prevenção para o aparecimento de complicações respiratórias dos pacientes, considerando principalmente aqueles que estejam internados e imobilizados. Esses certamente precisam realizar tanto a fisioterapia motora quanto a respiratória durante sua permanência no leito hospitalar, a fim de garantir a melhoria na condição geral do paciente por meio de técnicas que contemplem ambos os sistemas, respiratório e cardiovascular.


 

voltar para Dicas e Novidades

left show fwR tsY bsd sbww b03s c05|left tsN fwR show b03s bsd|left show b03s bsd tsN fwR|sbse||image-wrap|news login fwB fwR tsY normalcase c10|fsN fwR normalcase tsY c10|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase tsY c10|fwR tsY normalcase c10|normalcase tsY c10|content-inner||