Dicas e Novidades

Pilates e Flexibilidade

Publicado em 24/01/2018 às 14h09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    Normalmente quando o aluno nos procura no estúdio pela primeira vez, durante a aula experimental, nos informa que uma das decisões que o fez buscar o Pilates foi já ter ouvido muito falar que o método pode melhorar e muito sua flexibilidade!

Então vamos conhecer como o Pilates trabalha essa capacidade e que benefícios se podem experimentar com um programa bem estruturado e orientado.

Obviamente que os resultados serão diferentes de pessoa a pessoa pois, sabemos que cada indivíduo é um ser único.

Muitos alunos/pacientes podem nos procurar por apresentarem vários encurtamentos musculares e estes poderão trazer alguns prejuízos, entre eles podemos citar dificuldades motoras, desvios de postura e até em alguns casos, ser causa de lesões musculares.

Para isso devemos ter em foco as diferenças entre homens e mulheres, os encurtamentos que podem ocorrer nas diferentes faixas etárias, patologias de coluna, vícios de postura tanto no seu laser quanto no ambiente de trabalho, só para citar alguns exemplos.

Também pode ter relação genética, onde o indivíduo apresenta menor elasticidade nas fibras musculares que outros.

Entendendo o que é Flexibilidade

Flexibilidade é a valência física em que é possível realizar movimentos em determinadas articulações (uma ou mais) com certa amplitude de movimento, nos limites morfológicos, sem que com isso possa haver risco de provocar Fatores que podem influenciar na Flexibilidade

  1. Idade: teoricamente, quanto mais velha a pessoa fica, menor será sua flexibilidade,
  2. Sexo: na mulher, por ter tecidos menos densos, muitas vezes é mais flexível do que o homem,
  3. Individualidade Biológica: mesmo as pessoas de mesma idade e sexo, podem apresentar um número incontável de graus de flexibilidade entre si,
  4. Tônus Muscular: o aumento do tônus muscular pode prejudicar a flexibilidade,
  5. Respiração: no Método Pilates é um fator de extrema importância na aquisição da flexibilidade. Na maioria dos casos se orienta inspirar pelo nariz e soltar o ar (expirar) pela boca com suavidade para que dure quase o dobro de tempo da inspiração, deverá ser lenta e profunda,
  6. Temperatura Ambiente: normalmente o frio reduz a elasticidade muscular e temperaturas altas tendem a relaxar a musculatura e podem aumentar a flexibilidade,
  7. Horário: ao acordar, todo o componente plástico da musculatura e das articulações encontra-se em sua forma mais próxima do original e isto pode ocasionar resistência em movimentos de maior amplitude. Com o passar do dia, a flexibilidade poderá atingir seus níveis de normalidade.

Benefícios da Flexibilidade no Pilates

  1. Melhora do desempenho físico,
  2. Menor risco de lesões,
  3. Redução das dores musculares,
  4. Melhora significativa da postura,
  5. Diminuição de episódios de dor nas costas,
  6. Aumento do fluxo sanguíneo e conseqüentemente maior nutrição muscular,
  7. Melhora na coordenação motora.

Objetivo do Trabalho de Flexibilidade no Pilates

  1. Restaurar amplitudes de movimento a níveis mais próximos do normal na articulação envolvida e mobilidade das partes moles adjacentes a esta articulação,
  2. Prevenção de encurtamentos e tensionamentos irreversíveis de um ou mais grupos musculares,
  3. Aumentar a sensação de relaxamento muscular,
  4. Redução do risco de aparecimento de tendinites,
  5. Aumentar amplitudes de movimento de alguma área em particular ou mais globalmente antes de iniciar um programa de exercícios de fortalecimento.

 

 

  

voltar para Dicas e Novidades

left show fwR tsY bsd sbww b03s c05|left tsN fwR show b03s bsd|left show b03s bsd tsN fwR|sbse||image-wrap|news login fwB fwR tsY normalcase c10|fsN fwR normalcase tsY c10|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase tsY c10|fwR tsY normalcase c10|normalcase tsY c10|content-inner||