Dicas e Novidades

Tudo sobre Pilates

Publicado em 09/10/2017 às 09h03

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pilates é uma técnica que trabalha a mente e o corpo, em conjunto, e possui como princípios básicos: concentração, controle, centralização, precisão e respiração. Esses aspectos são responsáveis pela harmonização do organismo durante a prática. Força, tonificação e alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, elegante e saudável.

Criada na década de 1920 pelo alemão Joseph Pilates, promove a reeducação de movimentos através de exercícios totalmente alicerçados na anatomia humana e que visam favorecer a boa estética e o bem-estar geral do praticante. No Pilates, os movimentos são realizados sem pressa e com bastante controle para afastar o estresse e a fadiga. O grande repertório de exercícios com poucas repetições e baixo impacto, proporcionam menos desgaste das articulações e dos músculos, além de afastar a monotonia das aulas. A técnica é aplicável aos mais diferenciados públicos com resultados, inclusive, emocionais, uma vez que o aluno tem sua auto-estima elevada ao perceber melhoras em sua saúde física e mental.

Exercícios de Pilates.

Seguem os princípios básicos do Pilates: concentração, controle, centralização, precisão e respiração. A prática do Pilates requer um ambiente adequado e, como qualquer atividade física, orientação profissional especializada. Os exercícios podem ser realizados em equipamentos ou no solo, e proporcionam fortalecimento e flexibilidade para a musculatura do corpo.

Exercicios de Pilates em equipamentos: Já os exercícios feitos em aparelhos são realizados de forma rítmica, controlada e associada à correção postural e à respiração. Os equipamentos oferecem uma ampla possibilidade de movimentos variados e são ajustáveis para facilitar ou dificultar os exercícios. As molas, utilizadas para fornecer os diferentes níveis de intensidade dos movimentos, são classificadas em cores: preta, vermelha, verde, azul e amarela, em ordem decrescente de intensidade.

Exercicios de Pilates no solo: Os exercícios realizados no solo enfatizam o aprendizado da respiração e do centro da força, o aluno depende da força do próprio corpo para realizar os movimentos. Por essa razão, os exercícios tendem a se tornar mais pesados, exigindo mais do praticante. E é dessa forma que o corpo inteiro é fortalecido. Entretanto, o trabalho também pode ser facilitado com o uso de acessórios, como bolas ou elásticos, que apresentam material próprio para a realização dos exercícios, com os quais os alunos costumam se divertir bastante nas aulas.

Exercícios para a coluna: A causa de dores lombares está associada ao desequilíbrio muscular. Má postura no dia-a-dia, excesso de tempo gasto em frente ao computador bem como o uso de bolsa ou outros acessórios pesados e calçados inapropriados, acabam favorecendo a desestabilização de músculos, podendo causar danos ao corpo, principalmente à coluna. O Pilates possui exercícios apropriados capazes de aliviar as dores. A eficácia consiste no fortalecimento de musculaturas profundas e certeiras na reeducação postural, como os multífedos, que atuam como estabilizadores da coluna, impedindo os desvios. O Pilates também trabalha os músculos paravertebrais, auxiliando na manutenção da coluna ereta. O trabalho com o músculo quadrado lombar auxilia na extensão e na rotação de tronco. E, por fim, o Pilates também trabalha o trapézio, músculo responsável pelos movimentos de cabeça, ombro e diafragma – músculo da respiração. Os exercícios específicos para dor de coluna devem ser repetidos cerca de quatro vezes cada um, mas os limites do corpo devem ser respeitados. As séries podem aumentar conforme o aluno ganhe mais resistência e habilidade. Lembrando que antes de iniciar os exercícios, principalmente para quem já apresenta dores na coluna, é indispensável uma avaliação física por profissional qualificado e para que suja efeitos rápidos e duradouros, o Pilates deve ser praticado com foco e concentração, pois é dessa forma que se pode ganhar a consciência de cada músculo que está sendo trabalhado no corpo e, consequentemente, facilitar na hora do fortalecimento.

Exercícios para fazer em casa: Quando pensamos em Pilates, logo nos vem à mente uma técnica que para ser realizada necessita de aparelhos e um local específico. Isso é verdade, mas alguns exercícios de Pilates também podem ser praticados sem o uso de instrumentos ou acessórios bem elaborados.O Pilates no solo (Mat Pilates) pode ser feito sem nenhum material, mas para trabalhar melhor o corpo, geralmente, o profissional que acompanha o aluno utiliza também alguns acessórios, como a bola suíça e faixas de elástico com várias resistências diferentes. Esses objetos servem para dinamizar as aulas e possibilitar o trabalho com o corpo inteiro. Uma vez adquirida uma consciência corporal ao longo das aulas, é possível que o aluno comece a praticar a técnica mesmo em casa, mas vale ressaltar que o acompanhamento feito por um profissional é sempre mais válido, pois ele pode orientar acerca de posturas inadequadas, além de outros direcionamentos. O profissional especializado acompanha a evolução do aluno, podendo trabalhar dentro de suas necessidades e limitações. Assistir a um DVD de aulas de Pilates ou ler sobre o assunto não faz de você a pessoa mais apta a se exercitar sozinha, o olhar do profissional faz toda a diferença para a eficácia da técnica e o consequente alcance de todos os benefícios.

Exercícios para gestantes: O corpo muda bastante durante a gestação, o que pode causar dores, desconfortos e má postura. Mas, desde que não haja contraindicação médica, mulheres grávidas podem praticar os exercícios do Pilates e se beneficiar com os ótimos efeitos da técnica. Com a prática, a gestante ganha condicionamento físico, bem-estar, controle de peso e um abdômen mais forte que vai ajudá-lo no trabalho de parto, facilitando-o. Mas são importantes alguns cuidados na hora de executar os movimentos de Pilates. Uma das grandes preocupações do profissional que a acompanha deve ser a garantia de uma postura adequada, pois o objetivo principal não está no uso de muita carga ou repetições excessivas, mas em benefícios que a prática regular dos exercícios pode proporcionar à gestante. O acompanhamento correto do profissional evita as chances de quedas durante a prática (por conta da barriga, o equilíbrio fica alterado) e garante um trabalho especial com a respiração, pois a gestante não pode segurá-la por muito tempo durante o exercício, o bebê pode ficar sem oxigênio. A duração de uma aula para a gestante é a mesma de outros alunos e recomendam-se, ao menos, duas aulas por semana. Nenhuma gestante, entretanto, deve iniciar essa ou qualquer outra atividade física sem antes passar por avaliação médica de confiança, isso garante a saúde da mãe do bebê.

Exercícios para a 3ª idade: O sedentarismo é um perigoso risco ao surgimento de doenças. E envelhecer não significa se tornar menos saudável. O Pilates é uma ótima indicação para a terceira idade, por ser um trabalho aplicado com grande margem de segurança e respeito aos limites e ritmo de cada um. A técnica pode ser adaptada às diferentes necessidades e os benefícios nessa fase são inúmeros: fortalecimento muscular, maior percepção dos movimentos e equilíbrio, alívio de dores e estresse, aumento da flexibilidade, etc. Os idosos não deixam de realizar os exercícios por conta da idade e isso ajuda bastante na auto-estima deles, pois se vêm capazes de realizar o que, até então, julgavam-se incapazes. E tudo isso acontece sem nenhum risco de lesão. A técnica só deve ser praticada após uma avaliação adequada, mas ela é indicada para sedentários e atletas, rígidos e flexíveis, logo pessoas da terceira idade conseguem praticar naturalmente.

 

 

 

voltar para Dicas e Novidades

left show fwR tsY bsd sbww b03s c05|left tsN fwR show b03s bsd|left show b03s bsd tsN fwR|sbse||image-wrap|news login fwB fwR tsY normalcase c10|fsN fwR normalcase tsY c10|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase tsY c10|fwR tsY normalcase c10|normalcase tsY c10|content-inner||